dianeandtiago.com

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Location of Our Magic Day

Quinta do Convento was the first (and only) place we visited on our seach for the location of our wedding reception. It has history, beautiful scenery and a breathtaking hall.

Here is some background history:
A Quinta do Convento da Visitação guarda ainda hoje a memória dos jardins islâmicos da cultura do Al-Garb Andaluz das quintas dos antigos Almoxarifes de Alenquer e Óbidos que a partir dos finais do século X vieram procurar nesta região litoral um local aprazível onde passar o Verão, tendo sido constituido domínio senhorial em 1233, no reinado de D. Sancho I.

Gonçalo de Albuquerque, Senhor de Vila Verde, e pai de Afonso de Albuquerque, (primeiro vice-rei da Índia), terá edificado o primeiro Convento da Visitação que desapareceu. Nos finais do séc.XV iniciou-se a campanha de obras do segundo Convento, onde João de Castilho trabalha: tendo-se conservado a Sala do Capitulo, a Sacristia, a Igreja e a torre sineira.

A pedra tumular de D. Pedro de Noronha (Sexto Senhor de Vila Verde e irmão de Afonso de Albuquerque), datada de 1566, encontra-se no centro na nave central da igreja. Também D. Natércia de Ataíde, a eterna namorada de Luís de Camões e mulher de D. Pedro de Noronha (Sétimo Senhor de Vila Verde), se encontra sepultada na galilé da igreja.
Main Building

O retábulo de pedra do altar é do final do sec XVII, e está atribuído a João Antunes , arquitecto régio de D. Pedro II,. A nave principal está revestida a azulejos azuis e brancos de albarradas do período Joanino, e os da capela-mor terão possivelmente sido encomendados a Valentim de Almeida pela primeira mulher do 1º Marquês de Pombal, Teresa de Noronha e Bourbon, donatária do Convento.
Quinta da Convento

A quinta tem ainda três capelas ou ermidas, uma dedicada São. Diogo, outra a S. Madalena e a terceira a Santo Onofre.

Em 1834, com a extinção dos conventos em Portugal, a Quinta é adquirida em hasta pública por Sebastião José de Carvalho, Visconde de Chancelleiros que manda edificar uma magnífica vivenda bem como uma adega para apoio à zona vinhanteira que cobre algumas das faldas da serra de Montejunto em finais do século XIX.
Imagem da Sala

Factor prevalecente ao longo dos séculos, a água do convento da Visitação, foi estudada no início do século XX. O Prof. Charles Lepierre classificou a água da nascente da Fonte do Leão como minero-medicinal, bicarbonatada, fluoretada cálcica, principalmente adequada para o tratamento de doenças do foro digestivo. É uma das primeiras águas a ser referenciada na Europa, ao lado da do LUSO, da EVIAN e da VICHY e chegou a ser comercializada em Lisboa.
Imagem da Adega

 

 

Statistics

Content View Hits : 5124